Aborto espontâneo- Possíveis causas

Qualquer que seja a causa da gestação interrompida, se não houver evacuação espontânea, será necessário fazer-se uma aspiração, de modo a evitar a ocorrência de infecções.

Possíveis causas:

• Problemas hormonais: carência de progesterona, a hormona encarregue de manter a gestação;

• Factores genéticos: um dos pais transmite uma doença ao embrião, impedindo-o de se desenvolver e sobreviver;

• Problemas uterinos: incapacidade do colo do útero para reter a gravidez, tumores, infecções do aparelho genital e as malformações uterinas;

• Gravidez ectópica: quando o ovo se implanta fora do útero; geralmente o feto morre antes dos três meses por ruptura do órgão no qual se deu a implantação (por ex. na trompa);

• Exposição do embrião a toxinas;

• Hipertensão materna;

• Infecção urinária;

• Idade: o risco de aborto espontâneo aumenta com a idade. A partir dos 36 anos, acontece por malformações ovulares que não se podem evitar;

• Influência do factor RH: Este problema só se coloca se a mãe tiver Rh negativo e o pai positivo. Neste caso, não haverá perigo na primeira gestação. No entanto, é possível prevenir abortos com uma injecção de imunoglobulina anti-Rh positivo.

Artigos relacionados