Doenças Maternas: Toxoplasmose

A toxoplasmose é uma doença causada pelo parasita Toxoplasma gondii. A infecção é tão ligeira e silenciosa na mãe, que passa despercebida, mas é um potencial infectante para o feto.

O risco de transmissão do parasita para o feto aumenta com a idade gestacional: cerca de 20% a 25% no primeiro trimestre e 65% a 80% no terceiro trimestre (na grávida não tratada).

De qualquer forma, quando a transmissão é tardia a doença do recém-nascido é quase sempre menos grave do que se ocorrer no início.

Como se transmite:

A toxoplasmose pode ser transmitida através da ingestão ou manuseamento de alimentos contaminados crus ou mal cozinhados, pois o toxoplasma é destruído com a cozedura dos alimentos.

Pode também ser transmitida pelo contacto com animais domésticos, nomeadamente gatos.

O que pode causar:

Esta infecção pode causar aborto, atraso de crescimento intra-uterino (o feto cresce menos que o normal) e malformações diversas, como alterações do crânio encefálicas e visuais ou calcificações cerebrais e atraso mental.

Como evitar:

• Evitar contacto com animais domésticos, nomeadamente com gatos;

• Lavar bem as mãos antes e depois de manipular carnes cruas ou terra;

• Usar luvas para manusear o recipiente dos dejectos do gato e quando se fizer jardinagem;

• Ingerir alimentos bem cozinhados, principalmente carne e ovos;

• Lavar cuidadosamente as frutas e verduras;

• Lavar sempre bem as mãos antes de comer.

Como prevenir:

Antes da mulher engravidar, deve ser feita uma prova laboratorial para diagnóstico desta infecção. Se a grávida não tiver feito esta análise, deverá fazê-lo o mais precocemente possível na gravidez. No caso do resultado ser negativo, deve ser repetida ao longo da gestação, de preferência sempre no mesmo laboratório.

Artigos relacionados