Mamãs e Bebés

Complicações na gravidez

39884529 binary gi05032021 paulo spranger263836 1200x675

Quando a gravidez provoca depressão

Raquel Ponte tem 35 anos, é de Antas, Esposende, e há 13 foi mãe do Gonçalo. Uma gravidez planeada e desejada. Quatro anos depois, engravidou sem esperar. “Chorava noite e dia, fechada no quarto, às escuras. Não queria comer. Não tratava do meu filho mais velho como uma mãe normal”, desabafa. Preparava o menino de manhã, mas não o levava ao infantário, lembra, sem esconder o desgosto dessa fase “muito vulnerável”. Queria “mudar de vida, arranjar trabalho”, mas “só pensava que a gravidez atrapalhava”.

A juntar ao descontentamento, numa fase supostamente feliz, Raquel começou a ter ataques de pânico e de ansiedade. “Nunca aceitei a segunda gravidez. Tentei o suicídio, grávida, por três vezes”, confessa, com um olhar triste. “Deixei de ter gosto pela vida e sentia que só dava desgostos a quem vivia comigo. Com a depressão, não somos nós. Vivemos no fundo do poço.”

Raquel “passa a ferro em fábricas de confeção” e assume a origem da ansiedade: “Sofri maus-tratos por parte dos meus pais”. Quando surgiram os primeiros sintomas da depressão, tanto os sogros como alguns vizinhos comentavam com o marido, Carlos, que “era manha para não trabalhar”. Com o agravamento do seu estado, o companheiro marcou uma consulta. “O psiquiatra pediu ao meu marido para não me deixar sozinha. Tinha depressão profunda.”

Raquel tentou suicidar-se três vezes. Andreia deixou de cuidar dela e da casa e teve ataques de pânico. A depressão na gestação tem forte impacto na mulher, no desenvolvimento do feto e em toda a família, mas raramente é devidamente tratada.

Raquel Ponte tem 35 anos, é de Antas, Esposende, e há 13 foi mãe do Gonçalo. Uma gravidez planeada e desejada. Quatro anos depois, engravidou sem esperar. “Chorava noite e dia, fechada no quarto, às escuras. Não queria comer. Não tratava do meu filho mais velho como uma mãe normal”, desabafa. Preparava o menino de manhã, mas não o levava ao infantário, lembra, sem esconder o desgosto dessa fase “muito vulnerável”. Queria “mudar de vida, arranjar trabalho”, mas “só pensava que a gravidez atrapalhava”.

A juntar ao descontentamento, numa fase supostamente feliz, Raquel começou a ter ataques de pânico e de ansiedade. “Nunca aceitei a segunda gravidez. Tentei o suicídio, grávida, por três vezes”, confessa, com um olhar triste. “Deixei de ter gosto pela vida e sentia que só dava desgostos a quem vivia comigo. Com a depressão, não somos nós. Vivemos no fundo do poço.”

Raquel “passa a ferro em fábricas de confeção” e assume a origem da ansiedade: “Sofri maus-tratos por parte dos meus pais”. Quando surgiram os primeiros sintomas da depressão, tanto os sogros como alguns vizinhos comentavam com o marido, Carlos, que “era manha para não trabalhar”. Com o agravamento do seu estado, o companheiro marcou uma consulta. “O psiquiatra pediu ao meu marido para não me deixar sozinha. Tinha depressão profunda.”


Para alguns autores, não se justifica diferenciar depressão na gravidez dos outros quadros depressivos. Por um lado, “têm razão porque não é muito diferente de outra altura da vida, por outro, tem características que são importantes para a intervenção, como os elevados níveis de ansiedade e os problemas de sono. É muito rara a ideação suicida, mas pode ocorrer”, sustenta Bárbara Figueiredo, professora na Escola de Psicologia da Universidade do Minho. Com investigação desenvolvida há mais de 30 anos na área perinatal, a docente refere que o risco de uma mulher desenvolver depressão na gestação se deve à vulnerabilidade, que pode resultar do historial prévio, mas há outros fatores, como a qualidade da relação conjugal, o planeamento e o desejo de engravidar.

 

Veja o artigo completo aqui.

Fonte: Notícias Magazine

Registe-se
Gratuitamente

para visualizar todo
o conteúdo!

Registe-se já

Calculadora da ovulação

A sua Gravidez Passo a Passo.
dias
Gerar

Significado e Nomes

Encontre o significado e origem do nome do seu filho(a)

Subscrição Newsletter

Introduza o seu-email Formato inválido! Introduza a palavra-passe A tentar validar dados de acesso... Validação concluída! Aguarde... A carregar...