Mamãs e Bebés

Cuidados gerais

in the hospital closeup shot of the doctor doing ultrasound sonogram picture id996271140

Está grávida? Conheça 10 conselhos práticos

O tempo não para e na verdade só faltam alguns meses para pegar no seu bebé ao colo. Esta é uma nova fase, que apesar de todos os receios traz também novas descobertas. Está empenhada em fazer tudo certo. Mas fazer exatamente o quê? Relaxe, siga os nossos conselhos e desfrute ao máximo cada momento da sua gravidez.


1) Não coma por dois
Apesar de ter um bebé a crescer na sua barriga não tem de comer a dobrar, nem deve fazê-lo. O importante é fazer uma alimentação variada e equilibrada e ainda fracionar as refeições. Recorde-se que deve ter certos cuidados, uma vez que os excessos poderão originar o aparecimento de diabetes gestacional, um problema que potencia o aparecimento de outros, como a hipertensão ou a necessidade de ser feito um parto por cesariana em vez de parto normal devido ao peso do bebé.

Não é necessário submeter-se a uma dieta especial, basta que assegure que faz uma alimentação saudável. Deverá preferir alimentos ricos em vitaminas e minerais (por exemplo: fruta e vegetais) e evitar gorduras e açúcares. Uma dieta saudável durante a gravidez ajudará ao desenvolvimento do bebé e permitirá que mantenha a forma.

É importante fracionar a alimentação. O ideal é comer de três em três horas para manter os níveis de açúcar no sangue estáveis.

O seu médico irá também dar-lhe alguns conselhos em relação aos alimentos que deve evitar, os alimentos mais ricos para si, para o bebé e os cuidados a ter.


2) Atenção à toxoplasmose
Uma das várias análises sanguíneas que irá realizar durante a gravidez servirá para determinar se o seu organismo está ou não imune à toxoplasmose. Se não estiver imune (o que acontece a grande parte das mulheres), deverá ter especial cuidado com o consumo de vegetais crus que tenham sido extraídos da terra, tais como alfaces, tomates e morangos. Apenas deve consumir este tipo de alimentos crus se tiver certeza de que estão bem lavados e desinfetados.


3) Elimine o tabaco e as bebidas alcoólicas e evite o café
Ambos são prejudiciais para o bebé e deverão ser banidos dos hábitos diários.

O tabaco é prejudicial para a saúde da mãe e do bebé, podendo ter repercussões na saúde futura do bebé. O tabaco contém compostos químicos que ao serem consumidos pela mãe são transportados pela corrente sanguínea, passando diretamente para o bebé. O resultado:

  • Diminuição da quantidade de oxigénio para o bebé e para a mãe.
  • Aumento do batimento cardíaco do bebé.
  • Potencia o risco de aborto, parto prematuro ou baixo peso do bebé.
  • Afeta a saúde atual e futura do bebé.
  • Aumenta o risco de Síndrome de Morte Súbita (morte do bebé durante o sono sem razão aparente. É a principal causa de morte infantil durante o primeiro ano de vida).

As bebidas alcoólicas também devem ser abolidas durante a gravidez. De acordo com um estudo da Universidade de Manchester, o consumo de bebidas alcoólicas durante a gravidez pode prejudicar o desenvolvimento e crescimento da placenta. A placenta é o elemento que permite o fornecimento de nutrientes e oxigénio ao bebé, sendo essencial ao seu bem-estar.

O café é outro elemento que os médicos aconselham que seja evitado, por conter cafeína. Segundo o American College of Obstetricians and Gynecologists, uma grávida não deverá consumir mais de dois cafés por dia.


4) Beba água
A hidratação é bastante importante para a mãe e para o bebé. Durante a gestação, a grávida deve consumir mais água, de forma a compensar as perdas de líquidos, assim como responder às necessidades do organismo.

Durante o primeiro trimestre, o aumento do útero e o crescimento do bebé pressionam a bexiga, o que obriga a idas mais frequentes à casa de banho. Este comportamento vai intensificar-se nos últimos meses, em que o bebé já se encontrará em posição para nascer. No entanto, é importante estar atenta, pois se sentir ardor a urinar é importante consultar o médico, pois pode ser um sinal de infeção urinária.


5) Informe o seu médico sobre os medicamentos que toma
Informe o seu médico sobre os medicamentos que tomava antes da gravidez (ou ainda toma), para que o especialista possa definir aqueles que deve deixar de tomar. O ideal seria não tomar nenhum fármaco durante a gravidez, uma vez que medicação poderá ser prejudicial ao desenvolvimento do bebé. Contudo, em alguns casos as consequências da ausência de medicação podem ser nocivas para a mãe e para o bebé.

Veja o artigo completo aqui.

Fonte: advancecare.pt

Registe-se
Gratuitamente

para visualizar todo
o conteúdo!

Registe-se já

Calculadora da ovulação

A sua Gravidez Passo a Passo.
dias
Gerar

Significado e Nomes

Encontre o significado e origem do nome do seu filho(a)

Subscrição Newsletter

Introduza o seu-email Formato inválido! Introduza a palavra-passe A tentar validar dados de acesso... Validação concluída! Aguarde... A carregar...