Mamãs e Bebés

Pós Parto

depre

Depressão pós-parto: quando depois de dar à luz fica tudo escuro

O nascimento de um bebé pode desencadear um conjunto de emoções intensas e mistas, como a alegria e o medo, mas também pode resultar em algo mais grave, como a depressão. Muitas recém-mamãs experienciam momentos de tristeza logo após o parto, designados de “baby blues”. Estes episódios ocorrem nos primeiros dias após o nascimento do bebé e são caracterizados por mudanças de humor, episódios de choro, ansiedade e dificuldade em dormir, que podem prolongar-se até duas semanas.

Contudo, algumas mães podem ainda experienciar uma forma mais severa de mudança de humor: a designada depressão pós-parto. Trata-se de uma perturbação de humor que pode afetar as mulheres após o parto, não tendo uma causa única.  Ao contrário do que se possa pensar, a culpa não é só das hormonas, embora as alterações hormonais se relacionem efetivamente com alterações do humor. No entanto, a depressão pós-parto advém da combinação de uma série de fatores, tais como biológicos, psicológicos, familiares, socioeconómicos.

Sabe-se hoje em dia que um dos principais precursores da depressão pós-parto é a ansiedade que está associada à gravidez. Geralmente, os primeiros sinais de depressão pós-parto começam durante a gravidez e têm maior expressividade depois do parto. Os sentimentos de tristeza, ansiedade e exaustão podem ser extremos e podem interferir na capacidade de uma mulher cuidar de si mesma e/ou do bebé e, se não for tratada, pode perdurar no tempo. No entanto, não são apenas as mulheres a terem esta perturbação. Segundo um estudo publicado no Archives of Pediatric & Adolescent Medicine, cerca de 4% dos homens também sofrem de depressão pós-parto.
Os sintomas da depressão pós-parto iniciam-se normalmente nos primeiros três meses após o parto, mas podem aparecer nos dezoito meses subsequentes e são semelhantes aos de uma depressão major (por exemplo, irritabilidade e choro fácil; tristeza prolongada; falta de energia e incapacidade de realizar tarefas do dia a dia; desinteresse pelo bebé ou ansiedade exagerada pelo seu estado de saúde; sensação de culpa, vergonha ou fracasso; baixa autoestima e autoconfiança; dificuldade de concentração, atenção e memória; alterações do apetite e do sono).

Veja artigo completo aqui.

Fonte: lifestyle.sapo.pt

Registe-se
Gratuitamente

para visualizar todo
o conteúdo!

Registe-se já

Calculadora da ovulação

A sua Gravidez Passo a Passo.
dias
Gerar

Significado e Nomes

Encontre o significado e origem do nome do seu filho(a)

Subscrição Newsletter

Introduza o seu-email Formato inválido! Introduza a palavra-passe A tentar validar dados de acesso... Validação concluída! Aguarde... A carregar...